Que seja feliz sozinha
Mas que me queira por perto

Que queira o universo
Mas uma estrala de cada vez

Que seja cuca fresca
Mas brigue comigo as vezes

Que queira ver o sol nascer
Mas queira me ver dormir

Que compre sempre meu doce favorito
Mas me obrigue a fazer dieta

Que goste de fazer caminhada
Mas queira ficar no meu colo

Que goste de conforto
Mas que acampe comigo sempre

Que goste das coisas simples da vida
Mas com sofisticação

Que não goste do acaso e de planos
Mas me ame do fundo do coração.

Terei de me contentar com esse breve sabor adocicado
deste beijo roubado
Nessa agradavel tarde de inverno
que trasformaras minhas noites e dias em infernos
Pois a espera me consumirá e minha alma chorará,
por dias afinco sem esperança de seus doces beijos recordar.

O Tempo

A vida é medida e limitada pelo tempo
Uma unidade de medida que nos consome
Nos tira a agilidade e mobilidade
E aos poucos nos faz velhos experientes

As vezes o matamos com pequenos feitos
Que nos tiram a atenção de sobre suas façanhas
Sem querer nos entregamos sem ver a quem ou o que
E aos poucos nos levam para os braços da morte

Por vezes adiantamos o relógio
Em outras vezes nos damos mais cinco minutos
E assim ele escorre, não nos deixando escolha
Pois ninguém o doma, ou aprisiona

Se vá tempo e leve consigo minha vida
Minha alma, meu amor, e meus anseios
E que ao menos na lembrança fiquem meus feitos
Já que de mim restará apenas o pó

Postagens mais recentes Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds