O Tempo

A vida é medida e limitada pelo tempo
Uma unidade de medida que nos consome
Nos tira a agilidade e mobilidade
E aos poucos nos faz velhos experientes

As vezes o matamos com pequenos feitos
Que nos tiram a atenção de sobre suas façanhas
Sem querer nos entregamos sem ver a quem ou o que
E aos poucos nos levam para os braços da morte

Por vezes adiantamos o relógio
Em outras vezes nos damos mais cinco minutos
E assim ele escorre, não nos deixando escolha
Pois ninguém o doma, ou aprisiona

Se vá tempo e leve consigo minha vida
Minha alma, meu amor, e meus anseios
E que ao menos na lembrança fiquem meus feitos
Já que de mim restará apenas o pó

1 comentários:

Legal meio mortuario mas achei bom !
by: Lotus

19 de agosto de 2009 07:36  

Postagem mais recente Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds