De Improviso

Eu gostaria de improvisar, mais é tarde e meu amor já foi dormir
Depois de tanto amar, cansada e com fadigas se encontra
Diverti-me com sua presença nesse dia festivo
Extenuei-me com andar por horas afinco

Pude admirar seu belo rosto e provocante olhar
Sem me preocupar com o tempo a passar
O tempo parou só para que a saudade pudesse matar
Mesmo que apenas um pouco, já que tudo não pude falar

Estive sóbrio o tempo quase todo, pois me embriaguei com seu riso
Demorei a lembrar que era passageira minha alegria
Pois provavelmente duraria somente esse dia
E depois quanto tempo levaria para deleitar-me novamente com seus abraços

O cansaço me arrebata e para longe quer levar de ti
Mais um pedaço meu ficara bem aqui
Para que nunca estejas sozinha
E que se lembre sempre de meu amor

Mesmo após esses versos escassos
Feitos de uma hora para outra sem muita fé
Não acredito que me ouças  por mas tempo
Pois de improviso formei essas frases
     Que me denunciam e falam de amor

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds