Tão certo como a terra está abaixo do firmamento
Como o sol, a lua e as estrelas nos guiam
Como precisamos do ar que não vemos
E o tempo passa a cada segundo e não voltará.

Tão certo como as nuvens são feitas de água
Como o sol brilha sobre as nuvens
Como as nuvens descerão na forma de chuva
E a chuva encherá os rios.

Tão certo como a chuva que regará a plantação e crescerá o fruto
Como o fruto que saciará o faminto trabalhador
Como o trabalhador que semeará a semente do fruto que comeu
E o homem colherá o que plantou.

Tão certo como o homem escolherá o melhor campo
Como o animal pastará no campo
Como no campo a fera selvagem cassará
E o pastor defenderá seu rebanho.

Tão certo como o homem amará sua mulher
Como a mãe dará o peito a seu recém nascido
Como o pai se lançará aos lobos pela vida de seu filho
E o homem nasce para um dia morrer.

Tão certo que falo e tu me ouves
Como seus olhos me vêem de joelhos
Como sinto seu toque em minhas costas
E sinto seu perfume entrar em minhas narinas.

Tão certo como a mãe ama o filho
Como me arrepio com o frio
Como me alimento quando tenho fome
Eu te amo meu senhor.

Formoso é seu rosto   
Belo e doce o seu falar
Sinuoso seu corpo
E diferente o seu olhar.   

Sua aparência é angelical
Seu dever semear
Seu amor sem igual
Seu valor sem par.

Cheia de juventude é seu nome
Cheia de graça e virtude
De sua missão não foge
E ao aflito sempre acude.

Lutaras até o fim da guerra
Na guarda da mais forte cidade
Terás por herança essa terra
Mesmo tendo pouca idade.

Minha espada e escudo
A ti ofertarei
E sempre ao sei lado
Certamente guerrearei.

Assassino, assassino
Trago a ti a foice da morte
Destruindo seu destino
E roubando a sua sorte

No despertar da escuridão
Virei e farei morrer
O som da morte é minha canção
Serei o ultimo que iras ver

Morrer, opção que lhe darei
Correr, não é opção
Sua morte, presente que lhe farei
Sua morte, é minha visão

Sinto cheiro de sangue fresco
É tão forte que quase sinto o gosto
Os detalhes do corte parecem um afresco
Carmim e grosso é o sangue que parece com o mosto

Correr não aumentara seu tempo
Chegarei como uma brisa
Não importa a direção do vento
Arrancarei toda a sua vida

Assassino, assassino
Essa tempestade não tem abonança
Dê adeus ao seu destino
Não há mais esperança

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial

Blogger Template by Blogcrowds